Sou psicóloga…e depois?

Hoje em consulta um paciente perguntou-me: “A Débora sofre?”. Eu simplesmente sorri (carinhosamente) e respondi que sim. Sou humana.

Ler mais